Com a mudança na legislação eleitoral, não havendo mais coligações, os partidos terão que diminuir e os candidatos se juntarão para somar votos nas agremiações partidárias. Em Corrente, não é diferente e o mês de março chegando, chega também as expectativas como vai se organizar as eleições 2020.

O municipio passa por muitos problemas desde da infraestrutura até a lideraça do atual prefeito, na câmara o gestor não tem líder do governo e pior o diálogo parece está muito distante, até mesmo dos mais próximos como o vereador Luiz Augusto que não andam muito satisfeito com o não atendimento das suas demandas.

O presidente da Câmara Municipal de Corrente, Toni Nogueira, que é filiado ao PSDB, admitiu deixar o partido. Mais ainda não se decidiu sobre seu novo partido e prometeu que no final de março vai definir seu rumo para as eleições 2020.

O ex-presidente da Câmara Municipal, vereador Gutão Vieira, admitiu que vai deixar o PSB, o socialista também afirmou das dificuldades de encontrar um partido, " O que eu escuto é, se eu for pro partido vão sair, porque dizem que tenho mais votos que eles." admitiu dificuldade de sua manuntenção na base do prefeito, porque tem dificuldade de alinhamento com agremiações que fazem parte do grupo de situação. O parlamentar não escondeu o desejo de apoiar a reeleição do prefeito, mais admite dificuldades de inclusão no grupo e disse está tranquilho.

O cenário, ainda indefinido também para o vereador Riva Calvacante (PTB), que é pré-candidato a prefeito e nos confirmou que não definiu se vai deixar o Partido Trabalista Brasileiro e que vai tomar uma decisão em breve sobre seu futuro partidário, permanência ou saída para uma outra agremiação partidária. 

O PDT, que tem nos seus quadros o vereador Joabe Santana (que não encontramos até o final desta matéria), passa por uma reformulação em todo o estado, os líderes do partido estão seguindo para o Republicanos. O parlamentar é irmão do pré-candidato a prefeito Natan Santana que ja está no novo partido do grupo do Deputado Federal Flávio Nogueira.

A vereadora Naira Nogueira, filiada ao Partido Humanista Social, recentemente fundiu ao PODEMOS, deve deixar a legenda e seguir para um outro partido, que a mesma admite ainda não ter escolhido. 

Dê sua opinião:

Tags