Portal O Estado

Zidane minimiza ausência de Neymar: "O PSG terá outro para mostrar serviço"

Treinador do Real enche a bola de Di María, o substituto do brasileiro: "É um jogador espetacular"


Neymar será a grande ausência do esperado duelo entre Paris Saint-Germain e Real Madrid, nesta terça-feira, que vai definir um classificado para as quartas de final da Liga dos Campeões. Na véspera do duelo no Parque dos Príncipes, o treinador merengue, Zinedine Zidane, minimizou a ausência do jogador mais caro do mundo e disse que o desfalque "não muda" a dificuldade do jogo para o time espanhol porque o PSG "terá outro jogador para mostrar serviço".

"O problema que é parecido e ao mesmo tempo muda tudo e nada. Porque é um jogador excepcional, tudo que ele fez até agora com o clube. Para nós nada mudará porque certamente teremos outro jogador, que será motivado e que terá vontade de mostrar, fazer uma grande partida. Isso não vai mudar tanto. PSG é uma grande equipe com grandes jogadores e terá um time extremamente competitivo" afirmou o treinador.

A partida de volta pelas oitavas de final da Liga dos Campeões será no Parque dos Príncipes, às 16h45 desta terça, com transmissão ao vivo da TV Globo e do GloboEsporte.com. O site fará o pré-jogo ao vivo a partir das 15h45.

O jogador em questão que tentará mostrar serviço é Angel Di María. O ex-jogador do Real Madrid, campeão da Liga dos Campeões em 2014, será o substituto do camisa 10 e recebeu elogios do comandante merengue.

"Nós conhecemos muito bem o Angel (Di Maria), que é um jogador espetacular, que fez história também no Real Madrid e pode jogar em qualquer posição. Joga no centro, na direita, na esquerda, em uma ponta... se movimenta bem, tem ótima finalização e é rápido. Sabendo isso nós tentaremos colocar uma equipe para encarar o PSG e encaixar o nosso jogo. Evitar que eles nos deixem em dificuldade".

Marcelo treino Real Madrid (Foto: Gonzalo Fuentes / Reuters)

Kroos e Modric foram relacionados para a partida na França e participaram normalmente do treino desta segunda-feira. O treinador não adiantou a escalação, mas deixou claro que só vai contar com quem estiver 100%.

Os jogadores devem estar 100%. Nunca escalarei um que jogue 70%. Eu acho que todos podem jogar amanhã. Não é uma final. É a partida de volta das oitavas. Conhecemos a importância do jogo. Vamos tentar fazer o nosso melhor.

Modric e Cristiano Ronaldo no treino desta segunda; croata pode voltar contra o PSG (Foto: Gonzalo Fuentes / Reuters)

Zidane tem duas Champions à frente do Real Madrid em sua curta carreira como treinador. O único clube francês que levou a Liga dos Campeões foi o Olympique Marselha na década de 90. Na coletiva, Zizou falou sobre a falta de títulos de seus compatriotas na competição mais importante entre clubes do continente.

- Não sei por que apenas uma equipe francesa ganhou a Liga dos Campeões. O único foi o Olympique Marselha em 93. Os grandes se especializaram nestas competições, mas isso não significa nada. Um bom ano pode levar um clube francês a ganhar a Liga dos Campeões.

Além disso, Zidane falou de sua volta às origens na França.

- Nós estamos em Paris. Eu sou de Marselha! (risos). É sempre um prazer voltar à França porque como você disse eu não venho muito. E é uma situação diferente porque venho jogar uma partida com o Real Madrid. Para mim, o mais importante é o que faremos em campo amanhã e não a questão pessoal. O importante é que a gente esteja pronto para fazer um grande jogo contra um grande PSG. Um jogo difícil amanhã para conseguirmos passar. Será um grande jogo.

Na coletiva ao lado de Zidane, o capitão do Real Madrid também falou sobre a ausência do craque brasileiro.

- Neymar é um jogador diferente a nível mundial. Sofremos com ele no Barcelona. Agora, Di María é outro grande jogador. Ajuda o sistema defensivo.

Sergio Ramos falou sobre outro brasileiro na coletiva ao ser quesionado sobre as declarações de mais cedo de Daniel Alves, que disse que o PSG foi melhor no jogo de ida.

- Todos têm sua a opinião. Todos são respeitáveis. Eu não vou entrar em um debate. Eu acho que em casa fizemos algumas coisas bem e outras mal. Amanhã é outra oportunidade para mostrar o mundo. Há 50 por cento de chances entre dois rivais muito poderosos.










Dê sua opinião:

Tags

Veja também: